Inovação digital gera economia ao município de Medianeira
15 de agosto de 2017 No Comments Gestão de Documentos,Inovação,Organização,Segurança,Transparência Cauê Bampi
Tendência nacional, cases são compartilhados com gestores de outros municípios

Praticidade, agilidade, disponibilidade, acesso facilitado para consultas e segurança. Estes são alguns dos benefícios proporcionados pela gestão de documentos e pela publicação dos atos oficiais pelo Diário Oficial Eletrônico. Para a Administração Municipal de Medianeira o processo também representa economia aos cofres públicos. São aproximadamente R$150 mil por ano, que podem ser investidos em outros setores diretamente ligados ao atendimento prioritário da população.

Desde 2011 o Diário Oficial de Medianeira passou à versão eletrônica, mescla de inovação e economia, conforme o prefeito Ricardo Endrigo. Na época, segundo o contador geral do município, Aguinaldo Bodanese, gastava-se de R$150 mil a R$200 mil por ano com a publicação dos atos oficiais da Administração Municipal. A partir da implantação do e-atos, o investimento anual passou a ser de R$7,8 mil.

Economia

A ferramenta, desenvolvida pela Digitaldoc, integrante da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação do Oeste do Paraná (Iguassu-IT), despertou o interesse de outras administrações públicas norteadas pelo princípio de economicidade, segundo o diretor executivo da empresa, Nérisson Leonhart. “Se levarmos em consideração que Medianeira gastava até R$200 mil anuais e reduziu este valor para R$7,8 mil, a economia acumulada no período dos últimos sete anos é superior a R$1 milhão”, estima.

A facilidade para operar o sistema é outro fator que estimula a implantação. “Os próprios servidores públicos fazem a administração das publicações, sem depender de terceiros”, ressalta Bodanese.

Tendência

Tendência nacional frente à expansão tecnológica, os benefícios do Diário Eletrônico foram implantados em 2017, pela prefeitura de São Paulo. A partir de 02 de março os atos da administração passaram a ser publicados unicamente por intermédio do Diário Oficial Eletrônico.

No dia 31 de julho, uma equipe do município de Francisco Beltrão esteve em Medianeira para conhecer o Diário Oficial Eletrônico e outras iniciativas de arquivamento digital. “Precisamos contar com segurança e profissionalismo para digitalizar nossos documentos e gostamos muito do que vimos”, exclama o secretário de Administração de Francisco Beltrão, Pedrinho Veroneze.

Digitalização de arquivos

Este é outro serviço, a digitalização de documentos que integram o conhecido ‘Arquivo Morto’ das prefeituras. Uma infinidade de documentos, expostos às intempéries, ação de traças e envelhecimento natural, passam a ter uma nova versão proporcionada pela digitalização. “Todos os documentos que precisamos preservar estão sendo digitalizados. É algo novo, uma nova versão para aquilo que estava se perdendo no tempo”, frisa o encarregado do Arquivo Permanente da Prefeitura de Medianeira, Vitório Hennemann.

O trabalho de digitalização é uma parte do processo, segundo a analista da Digitaldoc, Sonia Capelini. “Inicialmente é feita a triagem, separação e, depois o escaneamento. Posteriormente os arquivos precisam ser identificados conforme seus originais, organizados e disponibilizados para os setores responsáveis”, observa. “Todo este trabalho requer perícia e confiabilidade, ressalta o controlador Aguinaldo Bodanese.

Francisco Beltrão, assim como diversos municípios brasileiros, possui uma grande quantidade de documentos que requerem cuidados adequados de armazenamento. Segundo o secretário de Finanças, Elois Felício Rodrigues, “a ideia é levar os documentos para o meio digital, para facilitar a consulta e a segurança quanto à preservação”.

Abrangência

Atualmente a Digitaldoc atende 70 prefeituras em 12 estados brasileiros. Segundo Nérisson Leonhart, “uma satisfação imensa para um empreendimento de uma cidade do interior do Paraná”, observa.

Fica evidente que as inovações e investimentos em ferramentas digitais trazem economia e expansão aos órgãos públicos. Além de mais transparência das ações para com os cidadãos.

Fonte: Iguassu IT

Palavras-chave
Sobre o autor
Cauê Bampi Analista de Implantação e Suporte na Digitaldoc.